Onde está o mal? – Artigo de Arnaldo Jabor

Um dos dramas de hoje é que não há mais fatos – só expectativas. A história vai devagar e por linhas tortas. A última grande mudança foi a queda das torres em NY. Em dez minutos, nossa vida mudou. A obra de arte de Osama foi ter criado um fato. E o Ocidente acorreu para […]

Recordação, sofrimento e saudade – Artigo de Roberto Damatta

David Brooks é o colunista cultural do New York Times. Neste último dia 8, ele escreveu uma profunda e corajosa crônica intitulada What Suffering Does? (“os desdobramentos do sofrimento” numa tradução livre e, por isso mesmo, precisa). Eu sou fascinado pelo modo direto usado pelos americanos para falar de assuntos complexos como a felicidade, o […]

Arrependimento – Crônica de Luis Fernando Veríssimo

Ironia climática: em meio a uma das maiores estiagens da nossa História, estreia no Brasil o filme Noé, sobre o Dilúvio. Noé, filho de Lameque, é uma das figuras mais controvertidas da Bíblia. Na verdade, a Bíblia mal começa e já nos apresenta seus dois personagens mais intrigantes, Caim e Noé. É evidente, pelo que […]

Navegações horizontais e verticais – Artigo de Roberto Damatta

Nada como uma experiência horizontal para revelar com fulgurante realismo a bússola vertical com a qual navegamos socialmente. No Brasil, a agulha aponta mais para cima e para baixo do que para os lados. Daí a perturbação quando se fala na responsabilidade para com o lixo; ou quando uma celebridade anda de ônibus. No meu […]

A primeira mulher do Nunes – Crônica de Rubem Braga

Hoje, pela volta do meio-dia, fui tomar um táxi naquele ponto da Praça Serzedelo Correia, em Copacabana. Quando me aproximava do ponto notei uma senhora que estava sentada em um banco, voltada para o jardim; nas extremidades do banco estavam sentados dois choferes, mas voltados em posição contraria, de frente para o restaurante da esquina. […]

O que querem as mulheres? – Artigo de Arnaldo Jabor

No Dia Internacional da Mulher, várias amigas me pediram: “Escreve, escreve sobre a Mulher!…”. O psicanalista Lacan disse que “A Mulher” não existe, pois não há alguma coisa que as unifique. Acho que ele tinha razão. Eu nunca conheci a Mulher. Eu já amei e odiei “mulheres”. Então, por que esse título genérico? Existe a […]