As camélias da liberdade – Artigo de Roberto Pompeu de Toledo

Num dia de 1998, o historiador Eduardo Silva contemplava os jardins da Fundação Casa de Rui Barbosa, no Rio de Janeiro, quando deparou com um pé de camélia, depois outro, depois outro – três, ao todo. Curioso… Dias antes, ele tinha encontrado, entre os livros do próprio Rui Barbosa, um texto sobre o sentido simbólico… Read More »

Viúva Loura – Carlos Drummond de Andrade

- “Viúva, 21 anos…” – Tadinha. A vida é isso. – “Loura…” – Melhorou. – “Fazendeira, rica…” – Epa, muda completamente de figura. – “Pertencente a tradicional família mineira…” – Corta essa! – “Recém-chegada do interior…” – Então, não custa sondar a barra. – “Procura companhia masculina…” – Ainda bem que é masculina. Tou às… Read More »

O estranho procedimento de dona Dolores – Crônica de Luis Fernando Veríssimo

Começou na mesa do almoço. A família estava comendo — pai, mãe, filho e filha — e de repente a mãe olhou para o lado, sorriu e disse: — Para a minha família, só serve o melhor. Por isso eu sirvo arroz Rizobon. Rende mais e é mais gostoso. O pai virou-se rapidamente na cadeira… Read More »

Os tristes descaminhos – Texto de Vinícius de Moraes

Rio de Janeiro, Jornal do Brasil, 31/12/1969 Quanto tempo, meu Deus, vai-se passar ainda até que um homem, rodando por essas estradas brasileiras de conservação tão precária, mas assim mesmo tão lindas, possa-se dizer, como se diz um americano, um alemão, um russo, um holandês, um canadense, um sueco – e pelo menos isto: não… Read More »

A metamorfose – Crônica de Luis Fernando Veríssimo

Uma barata acordou um dia e viu que tinha se transformado num ser humano. Começou a mexer suas patas e viu que só tinha quatro, que eram grandes e pesadas e de articulação difícil. Não tinha mais antenas. Quis emitir um som de surpresa e sem querer deu um grunhido. As outras baratas fugiram aterrorizadas… Read More »

A marcha da insensatez – Artigo de Elio Gaspari

O advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, também conhecido como “Kakay”, é uma espécie de Sobral Pinto do andar de cima. “Doutor Sobral” era um homem frugal, sempre vestido de preto, defendendo causas de presos ferrados pelo poder dos governos. O espetaculoso “Kakay” é amigo dos reis e vive na Pasárgada de Brasília. Defendendo empreiteiras… Read More »

No Quarto da Valdirene – Crônica de Fernando Sabino

Mal ele entrou em casa, a mulher o tomou pelas mãos, ansiosa: – Estava aflita para você chegar. E sussurrou, apontando dramaticamente para os lados da cozinha: – Tem um homem no quarto da Valdirene. Sacudiu a cabeça com irritação: – Desde o primeiro dia eu achei que essa menina não era boa coisa. Ela… Read More »