O carro da semana santa – Conto de João do Rio

A Elísio de Carvalho. Para nós, vindos de peregrinar pelas igrejas, a luz Auer que iluminava o café era talvez desagradável. Ficáramos todos lívidos, com uma face de orgia. Sob o teto baixo, entre as mesas de mármore lustroso, os criados arrastavam os passos já meio exaustos, e como a sala fosse forrada de espelhos,… Read More »

O coração do violinista – Crônica de Fernando Sabino

De repente, meu amigo tentou liquidar a discussão, dizendo que bateria não era instrumento de música. – Como não é instrumento de música? É instrumento de quê, então? – De jazz. – E jazz não é música? – Música para você: para mim não é. – Toda orquestra sinfônica tem bateria. – Nem por isso… Read More »

Dentro da noite – Conto de João do Rio

– Então causou sensação? – Tanto mais quanto era inexplicável. Tu amavas a Clotilde, não? Ela, coitadita! parecia louca por ti, e os pais estavam radiantes de alegria. De repente, súbita transformação. Tu desapareces, a família fecha os salões como se estivesse de luto pesado. Clotilde chora… Evidentemente havia um mistério, uma dessas coisas capazes… Read More »

Provocações – Crônica de Luis Fernando Veríssimo

“A primeira provocação ele agüentou calado. Na verdade, gritou e esperneou. Mas todos os bebês fazem assim, mesmo os que nascem em maternidade, ajudados por especialistas. E não como ele, numa toca, aparado só pelo chão. Outra provocação foi perder a metade dos seus dez irmãos, por doença e falta de atendimento. Não gostou nada… Read More »