Monthly Archives: December 2013

Vô sério – Crônica de Luis Fernando Veríssimo

O vovô era um homem sério. Não carrancudo, mas sério. Tanto que os netos fizeram uma aposta: ganharia quem fizesse o vovô rir. O local da competição seria a mesa do almoço, aos domingos, quando toda a família se reunia, com a vovó numa cabeceira e o vovô na outra. Foram estabelecidas certas regras. Para… Read More »

Do diário do coroa – Artigo de João Ubaldo Ribeiro

Querido Diário, Acabou o ano, o tempo passa cada vez mais depressa. Hoje vai aparecer ainda mais gente, lá no boteco. Já viraram tradição da casa os cumprimentos de fim de ano, bons desejos, muita paz, muita saúde, essas frescuras automáticas que todo mundo diz da boca para fora e em que ninguém presta atenção.… Read More »

A você, meu caro Millôr Fernandes – Poema de Vinícius de Moraes

A você, meu caro Millôr Fernandes (Poeta íntimo, homem triste, grande humorista, mais conhecido por Vão Gôgo E às vezes […] ) A você que me pede o poema da minha tão sonhada volta ao Rio Eu direi humildemente: faço. Não é fácil, mas faço. Sem dúvida melhor fora Sair por aí transpirando e sonâmbulo,… Read More »

Os escrúpulos – Crônica de Luis Fernando Veríssimo

Há dias, na sua coluna, num texto exemplar como sempre, o Zuenir Ventura lembrava que há 45 anos era assinado o Ato Institucional n.° 5, que instaurava a ditadura sem disfarces no Brasil. Congresso fechado, fim dos direitos constitucionais, censura e repressão a valer, poderes absolutos para o governo militar, e que se danassem os… Read More »