O exame de sangue – Crônica da coluna “O Avesso da Vida” de Léo Montenegro

By | December 6, 2013

Orquelino chegou ao bar, foi ao português e pediu:

– Uma cerveja, mas tem que se daquelas sem álcool!

Uma velhinha custou a acreditar naquilo:

– Será que é a idade ou eu não ouvi bem! Cerveja sem álcool?

Orquelino teve que explicar:

– É que amanhã vou tirar sangue lá no posto de saúde, pra fazer um exame!

Um baixinho escandaloso:

– Nem vem! Essa desculpa não cola! Espia só as garrafas na prateleira! Tão tudo chorando por causa da sua traição!

Um careca que era o mais lúcido de todos:

– Que diabo, ele vai tirar sangue! Se beber álcool, o resultado vai sair mais complicado que a seleção do Telê Santana!

Um magricela endossou:

– Também acho! Inclusive, vamos em mutirão ao posto de saúde pra acompanhar o colega! Já pensaram se ocorre um infortúnio?

A velhinha adorou:

– Genial! Adoro ver gente desmaiando quando tira sangue!

Orquelino protestou:

– Quem disse que eu vou desmaiar? Eles só tiram um pouquinho de sangue!

Uma magrinha mandou:

– Aqui, ó! Eles começam tirando um pouquinho! Aí o senhor dá de cochilar e quando acorda, não tem nem mais uma gota pra contar a história!

Orquelino perdeu a paciência com o pessoal:

– Vira essa boca pra lá, dona Bregonilda! Os caras do posto de saúde são excelentes profissionais, ótimos chefes de família e sem o nome no SPC, que eu conferi antes! Pensam que sou burro?

O português sugeriu:

– Esse negócio de tirar sangue é coisa séria! Não é melhor tomar um copo com água, em vez da cerveja sem álcool?

Vamos que na hora de fabricar, o cara lá da cervejaria esqueceu e botou álcool?

Um gordão meteu o dedo na cara do português:

– Quer matar o freguês, oferecendo água? Ele nunca bebeu esse troço na vida dele!

Um gordinho foi ao ouvido do Orquelino:

– Dá pra fazer seu testamento antes de tirar sangue pro exame? E não se esqueça que eu sempre amei de paixão aquele seu Fusquinha!

Orquelino não agüentou:

– Vocês estão transformando um simples exame de sangue, num transplante, urubus!

Não devia ter encarado. Agora, além do exame, vai ficar internado. Que surra!







Comments

comments