Tag: fabula de monteiro lobato

Sep 28

A rã sábia – Fábula de Monteiro Lobato

Como a onça estivesse para casar-se, os animais todos andavam aos pulos, radiantes, com olho na festa prometida. Só uma velha rã sabidona torcia o nariz àquilo. O marreco observou-lhe o trejeito e disse: — Grande enjoada! Que cara feia é essa, quando todos nós pinoteamos alegres no antegozo do festão? — Por um motivo …

Continue reading

May 31

A raposa e o corvo – Fábula de Monteiro Lobato

Um corvo que passeava pelo campo, apanhou um pedaço de queijo que estava no chão e fugiu, acabando por pousar sobre uma árvore. A raposa observando-o de longe sentiu uma enorme inveja e desejou de todo, comer-lhe o queijo. Assim pós-se ao pé da árvore e disse: Por certo que és formoso, e gentil-homem, e …

Continue reading

Apr 19

Qualidade e quantidade – Fábula de Monteiro Lobato

Meteu-se um mono a falar numa roda de sábios e tais asneiras disse que foi corrido a pontapés. – Quê? Exclamou ele. Enxotam-me daqui? Negam-me talento? Pois hei de provar que sou um grande figurão e vocês não passam duns idiotas. Enterrou o chapéu na cabeça e dirigiu-se à praça pública onde se apinhava copiosa …

Continue reading

Apr 05

O homem e a cobra – Fábula de Monteiro Lobato

Certo homem de bom coração encontrou na estrada uma cobra entanguida de frio. – Coitadinha! Se fica por aqui ao relento, morre gelada. Tomou-a nas mãos, conchegou-a ao peito e trouxe-a para casa. Lá a pôs perto do fogão. – Fica-te por aqui em paz até que volte do serviço à noite. Dar-te-ei então um …

Continue reading

Apr 05

O casamento da Emília – Conto de Monteiro Lobato

Durou uma semana o noivado de Emília. Todas as tardes, trazido à força por Pedrinho, aparecia o Marquês de Rabicó para visitar a noiva, e tinha de ficar meia hora na sala, contando casos e dizendo palavras de amor. Mas apesar de noivo o Rabicó não perdia os seus instintos. Logo que entrava punha-se a …

Continue reading

May 02

O Cão e o Lobo – Fábula de Monteiro Lobato

Um lobo muito magro e faminto, todo pele e ossos, pôs-se um dia a filosofar sobre as tristezas da vida. E nisso estava quando lhe surge pela frente um cão – mas um cão e tanto, gordo, forte, de pelo fino e lustroso. Espicaçado pela fome, o lobo teve ímpeto de atirar-se a ele. A …

Continue reading

May 01

O sabiá na gaiola – Fábula de Monteiro Lobato

Lamentava-se na gaiola um velho sabiá. – Que triste destino o meu, nesta prisão toda a vida. E que saudades dos bons tempos de outrora, quando minha vida era um contínuo pular de galho em galho em procura das laranjas mais belas. Madrugador, quem primeiro saudava a luz da manhã era eu, como era eu …

Continue reading

Jul 21

O julgamento da ovelha – Fábula de Monteiro Lobato

Um cachorro de maus bofes acusou uma pobre ovelhinha de lhe haver furtado um osso. — Para que furtaria eu esse osso — alegou ela — se sou herbívora e um osso para mim vale tanto quanto um pedaço de pau? Não quero saber de nada. Você furtou o osso e vou já levá-la aos …

Continue reading

Jul 12

Os dois viajantes na macacolândia – Fábula de Monteiro Lobato

Dois viajantes, transviados no sertão, depois de muito andar alcançam o reino dos macacos. Ai deles! Guardas surgem na fronteira, guardas ferozes que os prendem, que os amarram e os levam à presença de S. Majestade Simão III. El-rei examina-os detidamente, com macacal curiosidade, e em seguida os interroga: — Que tal acham isto por …

Continue reading

May 26

Burrice – Texto de Monteiro Lobato

Caminhavam dois burros, um com carga de açúcar, outro com carga de esponjas. Dizia o primeiro: — Caminhemos com cuidado, porque a estrada é perigosa. O outro redargüiu: — Onde está o perigo? Basta andarmos pelo rastro dos que hoje passaram por aqui. — Nem sempre é assim. Onde passa um, pode não passar outro. …

Continue reading