Tag: Poesia de Millôr Fernandes

Nov 10

Poeminha de louvor ao “strip-tease” secular – Millôr Fernandes

Eu sou do tempo em que a mulher Mostrar o tornozelo Era um apelo! Depois, já rapazinho, vi as primeiras pernas De mulher Sem saia; Mas foi na praia! A moda avança A saia sobe mais Mostra os joelhos Infernais! As fazendas Com os anos Se fazem mais leves E surgem figurinhas Em roupas transparentes …

Continue reading