Troversando – Poema de Gilka Machado

By | May 5, 2016

Do sucesso na subida
nunca te orgulhes demais
muito difícil na vida
é conservar o cartaz

(…)

Eu não explico a ninguém
pois ainda não compreendi
porque te chamo meu bem
se sofro tanto por ti.

(…)

Entre nuvens no infinito,
sofro a prisão mais prisão…
Sinto-me pássaro aflito
na gaiola de um avião.

Não rias do que te digo
mas sempre na nossa alcova
eu quisera estar contigo
como escova sobre escova.

(…)

Do meu coração me espanto!
O amor só me deu pesar,
como tendo amado tanto
tenho ainda amor para dar?!…

(…)

gilka-machado







Comments

comments