Vir trabalhar de 457 às 19:50h é sempre relaxante – Crônica de Carlos Henrique Nascimento

By | 20 de outubro de 2016

Primeiro você dá de cara com o mau humor sincronizado do motorista e da cobradora (esta, mais uma vez no WhatsApp), logo depois você que vai na janela do lado direito do ônibus, recebe um revigorante banho de merda do esgoto que sempre tá vazando na descida da Matriz, seguindo pela Marechal Rondon, quando chega na primeira curva… VÉI!!! Quando chega na primeira curva você não acredita que o motorista não vai chapar a porra do ônibus no paredão da loja em frente, mas ele nãããoooooo chapa, e com a destreza de um monge tibetano joga a roda traseira exatamente no único bueiro aberto na porra da curva.

Quando vai chegando na Av. Maracanã, antes de entrar nela, rola a dúvida na mente do motorista entre jogar o ônibus no valão ou porrar na parede, mas com a destreza de um Jedi com cãibras ele sobe a ponta do meio fio, onde de forma refrescante você sente o ventinho do poste passando rente à janela. Quando chega na Av. Presidente Vargas, você recorda os belíssimos domingos de manhã quando assistíamos o Ayrton Senna pilotando e… quando chega no túnel, aí fudeu! É a Millennium Falcon, o cara engata décima nona marcha e vai pelo túnel feito um átomo louco de êxtase numa rave, e quando sai do túnel é certo você voar, pois tem um relevo no viaduto de Laranjeiras que ele faz rally, e quando você cai no banco, se for homem meu amigo! Sinta a gemada instantânea que é feita com os seus ovos. Logo depois não sei o que acontece, pois chego no ponto que desço, em Botafogo.

Tirando o mau humor do motorista e da cobradora, dá até pra ir dormindo que é Tranquilão!

carlos-henrique-nascimento







Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *