Tag Archives: O fim das coisas Augusto dos Anjos

O fim das coisas – Augusto dos Anjos

Pode o homem bruto, adstrito à ciência grave, Arrancar, num triunfo surpreendente, Das profundezas do Subconsciente O milagre estupendo da aeronave! Rasgue os broncos basaltos negros, cave, Sôfrego, o solo sáxeo: e, na ânsia ardente De perscrutar o íntimo da orbe, invente A lâmpada aflogística de Davy! Em vão! Contra o poder criador do Sonho… Read More »