Category Archives: Conto

Pobres liberais! – Conto de Artur Azevedo

Foi no tempo do Império. O notável político Dr. Francelino Lopes, sendo presidente de uma província cujo nome não mencionarei para não ofender certas suscetibilidades, aliás mal entendidas, resolveu, aquiescendo ao desejo dos chefes mais importantes do partido conservador (era o que estava de cima), fazer uma grande excursão por todo o interior da província,… Read More »

Menino Mau – Conto de Osman Lins

Chove. Os prados, os campos, os telhados, ruas, tudo enfim, banha-se de uma só vez no banho universal da criação. Os trovões sucedem-se e parecem rebolar na serra como um Titã colossal, assustadoramente, num rimbobar alucinante e satânico. O sol deve estar no zênite, pois os ponteiros se cruzam sobre as doze. Mas quem o… Read More »

Daqui a vinte e cinco anos – Clarice Lispector

Perguntaram-me uma vez se eu saberia calcular o Brasil daqui a vinte e cinco anos. Nem daqui a vinte e cinco minutos, quanto mais vinte e cinco anos. Mas a impressão-desejo é a de que num futuro não muito remoto talvez compreendamos que os movimentos caóticos atuais já eram os primeiros passos afinando-se e orquestrando-se… Read More »

As histórias do Conselheiro – Conto de Júlia Lopes de Almeida

– Pois minha cara senhora, foi assim que se acabou a história… – Tem graça! e a rapariga não tornou a aparecer? – Nunca mais a vi; só sei que o chim casou… – Com a tal velha rica?! – Exatamente! – Mas é delicioso! – Teve pilhéria, teve… Realmente, eu tenho presenciado muita coisa!… Read More »

Ânsia eterna – Conto de Júlia Lopes de Almeida

E o teu livro? Quando aparece o teu livro? Perguntou Rogério Dias ao amigo, refestelando-se numa almofadinha de marroquim do escritório. – Parece-me que nunca… – Por quê?! – Por isto: o que eu quero não é escrever meramente; não penso em deliciar o leitor escorrendo-lhe na alma o mel do sentimento, nem em dar-lhe… Read More »

Um cão de lata ao rabo – Conto de Machado de Assis

Era uma vez um mestre-escola, residente em Chapéu d’Uvas, que se lembrou de abrir entre os alunos um torneio de composição e de estilo; idéia útil, que não somente afiou e desafiou as mais diversas ambições literárias, como produziu páginas de verdadeiro e raro merecimento. — Meus rapazes disse ele. Chegou a ocasião de brilhar… Read More »