Category Archives: Nelson Rodrigues

Noiva da morte – Conto de Nelson Rodrigues

Era o único varão numa família de mulheres. E, desde garoto, ouvia dizer: – Alipinho não casa! Nós não deixamos Alipinho casar… O Alipinho era ele. Cresceu num ambiente de absoluta predominância feminina, cercado de mulheres por todos os lados. Foi tiranizado, ferozmente, pela mãe, irmãs, tias e primas. Quase não saía de casa, quase… Read More »

Beijo no telefone – Conto de Nelson Rodrigues

Caiu das nuvens: – Você é casada? E ela: – Não sabia? Põe as mãos na cabeça: – Nem podia imaginar. Mas casada mesmo, no duro? Sorriu, refazendo a pintura: – Casadíssima! Estavam numa sorveteria. Depois do breve lanche, Angelita passara batom nos lábios, Sérgio paga a despesa, ainda impressionado. Levanta-se e sai com a… Read More »

Cemitério de bonecas – Conto de Nelson Rodrigues

Tinha 45 anos e usava ceroulas, dessas que se amarram nas canelas, com duas voltas. Cumprimentava todo mundo, sem distinção de classe, idade ou cor. Essa cordialidade indiscriminada impressionava muitíssimo. Dizia-se dele, de uma maneira entusiasta e unânime: – Aquilo é um santo! E ele: – Faz-se o que se pode! Faz-se o que se… Read More »

Unidos na vida e na morte – Conto de Nelson Rodrigues

Era bonitinha, embora enjoativa. Asdrúbal a viu, pela primeira vez, numa festa, em casa de família. Perguntou ao Penaforte: – Conheces aquela cara? – Qual delas? – A de verde. Conheces? Penaforte, que se dava com todo mundo, identificou-a: – Conheço. Chama-se Odete. Boa pequena, mas tem um defeito. – Qual? E o outro: –… Read More »

Veneno – Conto de Nelson Rodrigues

Ele, a esperava, no corredor. Baixou a voz: – Preciso bater um papinho contigo! – Quando? – Logo mais. – E onde? – No jardim, o.k.? Mas ouviram passos na escada. Marina pediu, num sopro de voz: “Cuidado com minha filha! Cuidado com minha filha!” Fugiu ao longo do corredor, abriu a porta do quarto,… Read More »