Tag Archives: Bilhete em Papel Rosa Adélia Prado

Bilhete em Papel Rosa – Poema de Adélia Prado

A meu amado secreto, Castro Alves. Quantas loucuras fiz por teu amor, Antônio. Vê estas olheiras dramáticas, este poema roubado: “o cinamomo floresce em frente ao teu postigo. Cada flor murcha que desce, morro de sonhar contigo”. Ó bardo, eu estou tão fraca e teu cabelo tão é negro, eu vivo tão perturbada, pensando com… Read More »