Tag Archives: Canção da Moça-Fantasma de Belo Horizonte

Canção da Moça-Fantasma de Belo Horizonte – Poema de Carlos Drummond de Andrade

Eu sou a Moça-Fantasmaque espera na Rua do Chumboo carro da madrugada.Eu sou branca e longa e fria, a minha carne é um suspirona madrugada da serra.Eu sou a Moça-Fantasma. O meu nome era Maria,Maria-Que-Morreu-Antes. Sou a vossa namoradaque morreu de apendicite,no desastre de automóvelou suicidou-se na praiae seus cabelos ficaramlongos na vossa lembrança.Eu nunca… Read More »